Comunicado Oficial do Projeto ALFA aos colegas do corpo clínico

page1image25620464

 

Aos colegas do corpo clínico do ALFA

 

Como é do amplo conhecimento dos colegas vivemos um período de alto risco e incertezas quanto ao COVID-19 e estamos alinhados com a comunidade global, com especialistas em medicina reprodutiva e com os pacientes nesta batalha contra esta inédita pandemia.

A Diretoria do Projeto ALFA, como um laboratório de fertilização assistida de corpo clínico aberto tomou decisões importantes e que nos pareceram fundamentais neste momento.

Estas decisões foram amplamente discutidas baseadas em pareceres de associações médicas da nossa especialidade (ASRM, ESHRE, SBRA e SBRH) e adaptadas a realidade do Projeto ALFA, tendo como prioridade a saúde dos nossos pacientes, colaboradores e da sociedade de modo mais amplo enquanto durar a atual pandemia. As decisões são as seguintes:

 

Pacientes que ainda não começaram um ciclo

A orientação é para que o colega adie o início das estimulações seja para inseminação intra-uterina ou fertilização in-vitro por um período ainda não determinado.

Pacientes em programação de transferência embrionária

A recomendação neste momento é de cancelar todas as transferências a fresco (com consequente congelamento dos embriões) e de embriões descongelados até que haja nova orientação.

Pacientes em tratamento

A recomendação é seguir com o tratamento já iniciado e programar a vitrificação dos embriões ou eventualmente dos oócitos.

Para paciente já grávidas

Pouco sabemos a respeito da ação do vírus nos embriões ou fetos, não é claro se o mesmo atravessa a barreira placentária. O que sabemos é a respeito das infecções respiratórias por outros agentes que encontram nas grávidas uma fragilidade maior. Portanto as gestantes fazem parte de grupo de risco para COVID-19.

Exceções

As recomendações acima são importantes e tomadas após ampla reflexão mas, existem algumas situações que podem demandar orientações diferentes das acima colocadas por exemplo: pacientes oncológicas, pacientes com cirurgia para doenças ginecológicas programadas com risco de comprometimento da reserva ovariana, pacientes com reserva ovariana diminuída em tratamento para acúmulo de oócitos pacientes vindas de outras localidades distantes e com tratamento pré-agendado. Outras eventuais exceções serão tratadas individualmente

 

Caro colega, nós sabemos que estas recomendações podem desapontá-lo e você pode sentir-se desconfortável com elas pois sabemos que o preparo para uma FIV envolve disponibilidade, recursos financeiros, expectativas, ansiedade e prévio agendamento para muitos casais e o cancelamento, depois de toda esta mobilização, é absolutamente frustrante.

Acreditamos também que estas recomendações são extremamente adequadas e pertinentes na situação de incerteza na qual vivemos e estamos monitorizando, como todos, a evolução da pandemia.

Por favor não hesite em nos contatar se tiver alguma dúvida, questionamento ou sugestão.

 

NEWTON EDUARDO BUSSO – Diretor Clínico de Projeto ALFA